Hello guys! Vocês sabem quais as semelhanças e diferenças entre ‘Empreender’ e ‘Empresariar’?

É comum, no mundo corporativo, nos inserirmos em determinadas ‘caixas’ ditadas pelas posições, cargos e nomenclaturas tradicionais. Estas ‘caixas’ acabam limitando a nossa criatividade, olhar e até na capacidade de crescimento e evolução pessoal e profissional.

Por isso, gostaria de lembrar que: Sim, independente de qual a sua ‘caixa’, você está empreendendo.

Empreender, em seu significado literal é: conseguir e/ou tentar fazer algo desafiador, colocar em desenvolvimento e/ou execução e realizar. Ou seja, mesmo que você seja um colaborador/ funcionário de uma determinada empresa você empreende diariamente enquanto desempenha suas funções e se relaciona com pares, gestores e demais colegas de trabalho.

Ao fazer parte de uma organização você está empreendendo, independente do cargo que ocupa. Ao ser contratado, automaticamente, o funcionário passa a viver aquela realidade e contribuir diretamente por meio sugestões, atividades e ideias em prol do benefício coletivo.

Por isso, é necessário não se limitar, manter-se atento, acreditar no próprio potencial e buscar pelo seu crescimento e evolução da empresa. Estudar, propor e conversar sobre os possíveis desafios para conquistar novas posições internas e até no mercado como um todo, também são indispensáveis na rotina.

Depois de conhecermos todos os desafios para empreender, podemos focar em algumas das necessidades para desempenhar o papel de ‘Empresariar´ com sucesso. O verbo, em seu sentido literal, significa: tornar algo rentável ou digno de um negócio lucrativo. Ou seja, Empresário é profissão e está diretamente ligado à atuação de liderança de uma empresa, sendo ela própria ou não.

Porém, é importante destacar que muitas outras características são necessárias e desafios como, por exemplo, ter conhecimento de sua equipe, independentemente do tamanho da empresa!

Um empresário precisa conhecer seus funcionários desde a base da organização até a escolha e o relacionamento com seus executivos. Necessita também relacionar-se ativamente e de forma saudável com o mercado, ser dinâmico, flexível, criativo e disponível. Ter conhecimento dos gastos, lucros e custos e, sempre que possível, revisitar metas, objetivos e propósitos.

Estudar, ler, viajar, provar e conhecer e, também, é papel do líder compreender e motivar, ter equilíbrio e maturidade para delegar com clareza e treinar para que, no futuro, seus colaboradores também deleguem e se inspirem em sua gestão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu